Micro e pequenas empresas: dicas para emitir notas fiscais

Dados do Sebrae mostram que, conforme já noticiamos aqui no Portal Contábeis sobre o aumento do registro MEI durante a pandemia, mesmo diante das dificuldades impostas pela pandemia, 626.883 micro e pequenas empresas foram abertas em 2020 por todo o Brasil.

A abertura desses registros é uma forma encontrada pelos trabalhadores de continuar trabalhando, garantindo direitos, renda, superando o desemprego que atingiu o país durante a crise da Covid-19.

Uma das demandas obrigatórias para qualquer empresa é a emissão de notas fiscais, uma vez que qualquer erro pode gerar prejuízos. Confira dicas para emitir corretamente essas notas:

Saiba qual tipo de nota fiscal emitir

Existem diversos tipos de nota fiscal eletrônica em vigor no Brasil, por isso é fundamental saber qual é a ideal para o seu negócio. 

Entre os mais utilizados estão: a nota fiscal eletrônica de produto (NF-e); a nota fiscal eletrônica de serviço (NFS-e); e a nota fiscal de consumidor (NFC-e). Aqui relatamos mais sobre a diferença entre os documentos fiscais

Fique atento ao seu regime de tributação

Para operar o negócio, é essencial saber quais os limites e as obrigações dos regimes de tributação, com o suporte de um contador.  

No caso das microempresas (MEs) e das empresas de pequeno porte (EPPs), que são enquadradas no regime de arrecadação Simples Nacional, o imposto pago começa geralmente em 6% sobre o faturamento e aumenta de acordo com o volume de vendas.

As duas categorias têm, como facilidade, o DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional, que unifica os encargos. Assim, o empresário praticamente só se preocupa em emitir as notas fiscais corretamente e pagar o necessário. 

Automatize a emissão das notas fiscais

Ao emitir a nota fiscal eletrônica, é comum que aconteçam erros quando a tarefa é executada manualmente. A margem de erro é grande, mesmo havendo uma pessoa responsável pela atividade, por se tratar de uma ação repetitiva. 

Assim, o mais indicado é automatizar a emissão das notas fiscais por meio de um sistema inteligente, para que não precise se preocupar com questões burocráticas e possa focar no crescimento do seu negócio.

Declare os ganhos corretamente

Qualquer tipo de empresa, seja MEI, microempresa (ME), empresa de pequeno porte (EPP), lucro real ou presumido e até pessoa física, tem o dever de declarar os ganhos junto à Receita Federal. Sonegar imposto é crime. E, mesmo que ocorra apenas em casos extremos, o responsável pode ser preso e sofrer outros prejuízos.

Com informações Christophe Trevisani, fundador e CEO da eNotas, empresa de automatização de emissões de notas fiscais.

About 1

Check Also

Projeto do BC que leva educação financeira para o ensino fundamental vai contemplar 22 milhões de estudantes

Foto de Julia M Cameron no Pexels A partir do segundo semestre deste ano, entra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *